Bem vindo!

Conheça, Loteamento Sintrial 1 e 2

Acordos Coletivos

Contac vai ao Senado cobrar manutenção dos empregos na JBS e consegue avanços

Fonte: Vanessa Ramos - Contac-CUT.
Quinta-feira 28 de SETEMBRO de 2017 as 09:54

Foto: Geraldo Magela - Agência Senado



A Confederação Brasileira Democrática dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação (Contac-CUT) participou na segunda-feira (18/09) da audiência pública no Senado para discutir a situação dos trabalhadores da JBS e das demais empresas da Holding J&F Investimentos.



A confederação, federações e sindicatos mostraram preocupação com as possíveis demissões dos trabalhadores do setor diante da crise vivida pela empresa após as investigações que levaram os irmãos Joesley e Wesley Batista à cadeia.

Presidente da Contac-CUT, Siderlei de Oliveira, destacou que é necessário discutir o impacto de uma possível quebra da empresa em toda a cadeia de carnes brasileira e em milhares de empregos.

“Estamos falando da maior produtora de proteína do mundo. Não estamos falando aqui da padaria da esquina, mas de uma empresa que mexe com o comércio mundial.




De uma empresa que tem uma enorme plataforma de exportação, que é muito importante para o Brasil. Tão importante que ela mexeu com interesses até de outros países”, disse Siderlei.




Segundo ele, há uma grande apreensão da Contac-CUT e de suas federações e sindicatos diante do resultado do escândalo com a JBS no Brasil. “Nos preocupamos com os empregos de 130 mil trabalhadores diretos em nosso país, mais os 240 mil empregos em outros países. Para cada trabalhador ainda podemos colocar mais seis indiretos”, explica.




O risco do desemprego em massa foi confirmado pelo Ministério Público do Trabalho. O procurador do Trabalho que atua na área de frigoríficos, Heiler Ivens de Souza, disse que a JBS está à beira de uma recuperação judicial.




O senador Paulo Paim (PT-RS), vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), defendeu que os trabalhadores não paguem a conta pelo que está acontecendo hoje no Brasil.




Ao final do encontro foram tiradas várias propostas. Confira, abaixo, algumas delas.




Encaminhamentos da audiência “A situação dos trabalhadores da JBS e das demais empresas da Holding J&F Investimentos” realizada no Senado em 18 de setembro de 2017




.    Propor aos representantes do Grupo J&F a realização de uma reunião com o Ministério Público do Trabalho, Ministério do
     Trabalho, senador Paulo Paim e representantes dos trabalhadores do Grupo J&F com a finalidade de discutir
     encaminhamentos em caso de demissão em massa.

.    Propor ao BNDES que acrescente em seus contratos de financiamento cláusulas que assegurem medidas compensatórias
     aos trabalhadores em caso de dispensa em massa.

.    Propor à PGR a inclusão na cláusula 16 do acordo de leniência com a JBS a criação de uma comissão composta das
     Confederações Sindicais, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Federal, Ministério do Trabalho, senador Paulo
     Paim e empresa para criar medidas compensatórias aos trabalhadores em caso de venda ou fechamento de unidades.

.    Incluir os participantes desta audiência pública no grupo de trabalho da Subcomissão do Estatuto do Trabalho com a
     finalidade de debater sobre o desemprego e as recuperações judiciais.

.    Propor ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que consulte os representantes legítimos dos
     trabalhadores nas decisões econômicas que acarretem consequências aos trabalhadores.